Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMOR PRIMEIRO, PRIMEIRA NAMORADA

O primeiro amor a gente nunca esquece
Outro pode aparecer seguidamente
Às vezes atordoando a nossa mente
Mas do primeiro a gente nunca esquece

Tornar-se-á presente eternamente,
Independente das brumas que o esconda
Que a pior da tempestade se apresente
Ocultar-se-á sempre em zelosa ronda.

Jamais se afastará do âmago de gente
Qual suplício de uma fogueira,
Que nos queima eternamente.

Contudo, seu suplício é sempre prazenteiro.
Carícia e afago que não queima, mas aquece,
É assim o fogo eterno, do meu amor primeiro.

Dedico este soneto à minha primeira namorada e primeiro amor de minha vida, no dia de seu aniversário. Hoje, 04.12.2007
Tadeu Costa
Enviado por Tadeu Costa em 04/12/2007
Reeditado em 04/12/2007
Código do texto: T765127
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tadeu Costa
Recife - Pernambuco - Brasil, 74 anos
95 textos (7734 leituras)
2 e-livros (229 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 11:40)
Tadeu Costa