Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LÁBIOS QUE BEIJEI

Tua boca, saborosa, outra igual nunca beijei,
Não foram poucos os lábios em que me perdi,
Igual a tua boca, sabor de mel, nunca provei;
Gostosos beijos, ardentes, aqueles que recebi.

Como me faz falta seus carinhos seus abraços,
Que eu tinha intensos e não soube aproveitar;
Hoje, sozinho, eu vejo o quanto eram imensos,
Só me restam lembranças, meu triste lamentar.

A gente não dá valor a quem tem conquistado,
Maltrata quem ama, desdenha, pouco caso faz;
Pensa que é dono, senhor, permanente reinado.

Mas quando perdemos é que nos damos conta,
A bobagem feita a um amor que não volta mais;
E que foi embora triste e alguém logo encontra.
Lúcio Astrê
Enviado por Lúcio Astrê em 06/12/2007
Reeditado em 06/12/2007
Código do texto: T767807

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lúcio Astrê
Euclides da Cunha - Bahia - Brasil, 60 anos
263 textos (10323 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 00:13)
Lúcio Astrê