Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NUM CIGARRO (Soneto)


 
Dia após dia queimo num cigarro
Essa imagem que tento dissipar
De um amor fugidio que não agarro
E que mora não sei em que lugar
 
E queimo ainda essa voz que teima
Em reclamar furtiva esse amor
Num crepitar constante que me queima
Braseiro manso mas devastador
 
Dia a dia queimar mais eu desejo
Essa imagem longínqua e desfocada
Dum amor que imagino mas não vejo
 
E em cada minha triste madrugada
Cada cigarro rubro é como um beijo
Dessa imagem por mim imaginada

(In “Despida de Segredos”)
 

Carmo Vasconcelos
Enviado por Carmo Vasconcelos em 26/11/2005
Código do texto: T76875
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carmo Vasconcelos
Lisboa - Lisboa - Portugal
203 textos (15408 leituras)
62 áudios (7662 audições)
15 e-livros (1368 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:12)
Carmo Vasconcelos