Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Por que a palavra "saudOSO" tem a ver com "saudadE" e não com "saúdE" ?


                                 Amigos leitores, conforme já tentamos    de-
monstrar em capítulos anteriores, nossa língua portuguesa está recheada de incongruências (fatos ou coisas para os quais não há
um embasamento satisfatório ou uma explicação lógica), como são
alguns dos casos por nós, aqui, levantados, tais  como : a indevida pronúncia da palavra "obséquio", a existência da palavra "baloeiro", etc., etc.,),


                                 E, hoje, trazemos, PARA - mais uma - REFLE- XÃO, a  intrigante existência da palavra "SAUDOSO", já    consagrada COM O SENTIDO DE "PESAROSO", "COM SAUDADE", etc.

                                 Se tentarmos, PELA LÓGICA GRAMATICAL,   ver a estrutura desta palavra, teríamos "SAUD" (raiz/radical  que tem muito mais a ver com "SAÚDe" - tanto é que temos a palavra SAUDá-
vel) + o sufixo "OSO", que significa "cheio de", como acontece na pa-
lavra "venenOSO", que quer dizer "cheio de ou que tem veneno)
 
                                 Por analogia com palavras como "venenOSO",
"rancorOSO", "maravilhOSO", reforçada pela existência da palavra SAU-
DÁVEL - repetimos - a palavra  S a u d O S O - no nosso modesto mo-do de ver - DEVERIA SIGNIFICAR : "CHEIO DE SAÚDE" e não,"CHEIO DE SAUDADE".

                                 Alguns gramáticos tentam justificar a existên-cia da palavra "SAUDOSO" significando "cheio de saudade", como se
essa palavra fosse fruto do suposto emprego de um recurso gramati- cal chamado HAPLOLOGIA, que consiste na redução ou encurtamento de elementos que formam uma palavra.

                                 Ainda assim - longe de se tratar de teimosia,
mas tão-somente do que julgamos lógica gramatical - CONTINUAMOS
CONSIDERANDO A EXISTÊNCIA DA PALAVRA "SAUDOSO", NO SENTIDO
DE "CHEIO DE SAUDADE", COMO UMA   V E R D A D E I R A   A B E R-
R A Ç Ã O   L I N G U Í S T I C A !!!

                                  E você, amigo leitor, qual a sua opinião    a
respeito ? Mesmo que você não concorde com o NOSSO ponto-de-vista, ainda assim - se possível -exponha o seu, a respeito. Acredito que é de discussões deste tipo que, quem sabe ?, algum dia podere- remos vir a ser ouvidos, no sentido de conseguirmos elaborar uma
gramática, senão perfeita, com o mínino de incoerências, porque, até
o momento, são muitos os questionamentos que a nossa língua provo-
ca!

                                  (Um esclarecimento final oportuno :

                                   No 5o. parágrafo acima, usamos o termo
'HAPLOLOGIA" que, conforme dito, consiste no encurtamento de uma
palavra. Este termo NÃO DEVE SER CONFUNDIDO com o seu parônimo  APOLOGIA, que é o mesmo que INCITAÇÃO ou ESTÍMULO)

                                   (Desculpem-nos por termos aberto o  do-
mingo com um assunto desse quilate!)

                                   (Aguardamos seus comentários !)
pedralis
Enviado por pedralis em 18/11/2007
Código do texto: T741743
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
pedralis
Salvador - Bahia - Brasil
3727 textos (4115122 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 00:41)
pedralis