Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema de Fixa: VILANELA COM QUADRA OU TROVA

Comentário de HENRICABILLO(Portugal)
Em 4-4-2006:
É sempre interessante rever formas tradicionais de escrita. Neste caso versos de redondilha maior, só que o primeiro verso, penso que, tem oito sílabas...Um abraço lusooo!
 
De: Sílvia Araújo Motta (Brasil)
Obrigada, Amigo,
Que bom receber uma mensagem tua!
Gosto muito da forma que escreves, principalmente, dos teus poemas!
Um abraço luso-brasileiro,
Sílvia Araújo Motta.

TEORIA LITERÁRIA:

Poema de Forma Fixa: Vilanela:

Tem a seguinte estrutura:
a) ritmo variável ;
Esclarecimento:
1-Para o caso do “Concurso  para  Trovadores em Vilanela”, há uma exigência das sete sílabas de valores fônicos e não gramaticais.
2-Há muitos concursos de Vilanela, com o verso em redondilha maior, entre Trovadores de Minas Gerais-Brasil).
b) rima: duas, cruzadas;
c) estrofes: tercetos e uma quadra final.
d) Repetição: o primeiro e o terceiro versos da primeira estrofe (terceto) reaparecem,alternadamente, ao fim de cada terceto seguinte.Na estrofe (quadra, em geral, mas TROVA para Trovadores do Brasil), reaparecem como dois últimos, o primeiro e terceiro versos do primeiro terceto.

EXEMPLO [1]:

401-O QUERER LEVA AO PODER

Poema de forma fixa-didática:Vilanela 001
Por Sílvia Araújo Motta

Terceto:
(-1-) O querer leva ao poder
2-basta amar e perdoar,
(-3-)Vale tentar para crer.

Terceto:
4-É preciso saber ter,
5-cultivar e confiar,
(-1-) O querer leva ao poder.

Terceto:
6-Ao errar saiba entender,
7-chorar sem se envergonhar,
(-3-)Vale tentar para crer.

Terceto:
8-Solução só pode ter,
9-quem o problema enfrentar,
(-1-) O querer leva ao poder.

Quarteto:
10-Só quem espera vai vencer!
11-Vitória e luz a brilhar!
(-1-) O querer leva ao poder...
(-3-)Vale tentar para crer.

Belo Horizonte, 2 de abril de 2006.

Trova 0005:

Vilanela, na estrutura,
tem tercetos. Afinal,
rima cruzada emoldura,
forma uma quadra final.
Sílvia Araújo Motta

Obs:
O 1º e o 3º versos da 1ª estrofe ou 1º terceto
reaparecem, alternadamente,
ao fim de cada terceto seguinte.
Na estrofe final(na quadra)  ou na Trova,
exigida pelos Trovadores Brasileiros) reaparecem,
como dois últimos, o primeiro
e o terceiro versos do primeiro terceto.
Belo Horizonte, 2 de abril de 2006.

---***---

EXEMPLO [2]:

403-HOJE NÃO SEI DOS TEUS PASSOS

Poesia-tradicionalista: Vilanela 002
Por Sílvia Araújo Motta

Terceto:
(-1-) Ontem estavas nos meus braços...
2-Eu não pensava em fracassos!
(-3-) Hoje não sei dos teus passos.

Terceto:
4-À distância de dois passos
5-recebíamos abraços...
(-1-) Ontem estavas nos meus braços...

Terceto:
6-Desfizeste nossos laços,
7-não deixaste nem os traços!
(-3-) Hoje não sei dos teus passos.

Terceto:
8-Sem demonstrar embaraços,
9-nem pressentir os trompaços,
(-1-) ontem estavas nos meus braços...

Terceto:
10-Nas pautas não há compassos
11-só tropeço ante os percalços...
(-3-) Hoje não sei dos teus passos.

Quarteto em Trova:
12-Na saudade dos abraços
13-só ressoam descompassos:
(-1-) Ontem estavas nos meus braços...
(-3-) Hoje não sei dos teus passos.

Belo Horizonte, 3 de abril de 2006.

Trova 0005:
Vilanela, na estrutura,
tem tercetos. Afinal,
rima cruzada emoldura,
forma uma quadra final.
Sílvia Araújo Motta

Para melhores esclarecimentos:
silumotta@hotmail.com
www.recantodasletras.com.br/autores/silviaraujomotta

---***---

Silvia Araujo Motta
Enviado por Silvia Araujo Motta em 04/04/2006
Reeditado em 26/04/2007
Código do texto: T133433
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Silvia Araujo Motta
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 65 anos
6556 textos (669132 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:41)
Silvia Araujo Motta