Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POESIA EM TROVAS

FLORES

Quero muitas flores
para meus amores
enfeitar de cores
retirando as dores

DORES

Dores que vem da alma
que o pranto acalma
lágrimas incontidas
das marcas das feridas

FERIDAS

Feridas que corroem
sem medidas destroem
devassam o coração
trazendo desilusão

DESILUSÃO

Desilusão marcada
no peito cravada
tua marca gravada
em mim escancarada

ESCANCARADA

Escancarada a dor
que rasga o peito
a marca do desamor
do sonho desfeito

***

Esta é uma tentativa de compor um poema usando trovas, apenas uma brincadeira, como diria o meu amigo e poeta PCOELHO uma "trovoada".

***

ÐäMå Ðë ÑëG®ö

Apenas uma mulher que já riu, amou, se entregou e chorou.
Escrevo o que sinto, como sinto quando sinto.
Longe muito longe de ser uma poetisa sou apenas alguém que sente!

***

Beijos
Dama De Negro
Enviado por Dama De Negro em 04/05/2006
Reeditado em 24/01/2008
Código do texto: T149930

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dama De Negro
São Paulo - São Paulo - Brasil
1890 textos (146139 leituras)
2 e-livros (329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:29)
Dama De Negro