Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Entre as Clareiras

Andando pela floresta, sozinho.
Conversando com elfos e duendes.
Sento-me entre a clareira
E meu alaúde irei tanger.

Cantando sobre a triste história de um cavaleiro
Que teve seu coração dizimado por uma dama
Que conquistava triunfos em terras longínquas
E voltava para sua terra coberto de glórias.

Que empunhava sua espada com honra
À pátria que tanto defendera
Assolava exércitos inimigos
Entre as terras desconhecidas

E retornava trazendo a coroa
Do rei do exército inimigo
Aos pés de seu rei

O vilarejo bradava seu nome
Os cavaleiros restantes o saudavam curvando-se
Olhando aquele grande homem com admiração

Este cavaleiro de coração nobre e puro
Desejava apenas uma dama
A mais bela entre todas as do lugar

Mas o destino foi cruel com este bravo homem
E levou sua amada de suas mãos
E triste com o desfecho de sua paixão avassaladora
Acabou por abdicar sua vida em busca de um amor
Que de agora em diante, se tornaria eterno.
Arena O Bardo
Enviado por Arena O Bardo em 28/10/2006
Reeditado em 29/10/2006
Código do texto: T275899
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Arena O Bardo
Tatuí - São Paulo - Brasil, 28 anos
4 textos (226 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:57)