Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nas terras do coronel,
há de se pisar mansinho...
retirando o chapéu,
pede a bênção ao padrinho!

soninha


Meu padrinho já se foi,
quem há de me abençoar?
Era um coronel sem boi,
difícil de afeiçoar!

Aldo Lopes

Difícil de afeiçoar,
é lenda,pura mentira!
Ele gosta de amar
por isto já se vira....

soninha


Eu não sei quem que se vira
já morando em cemitério,
mas deve ter pomba-gira
metida nesse mistério! 

Aldo Lopes


Um terrível mistério

que não quero embrenhar
Em tamanho despautério
eu não vou me aprofundar!

soninha




Uma tarde mágica!PAZ...
Grata ao poeta Aldo Lopes pela sua réplica.

Imagem retirada do Banco de Imagens google
http://www.musicadaterra.hpg.ig.com.br/Luiz%20Queiroga8.htm

 
Sônia Maria Cidreira de Farias
Enviado por Sônia Maria Cidreira de Farias em 27/10/2007
Reeditado em 08/04/2015
Código do texto: T712381
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sônia Maria Cidreira de Farias
Jequié - Bahia - Brasil
2945 textos (221347 leituras)
1 e-livros (1013 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 06:40)
Sônia Maria Cidreira de Farias