Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Trovas para um amigo

Mês a mês
 
na janela brilha o tempo
que discorre sem parar
e eu que sou desatento
não vejo o tempo passar...


Pior mesmo é a emenda

caso não saiba rimar
agrava-se a situação
melhor é não se enrolar
às voltas com a correção.
 

Não se perde a majestade
 
rainha doce rainha
que povoa meu sonhar
não podendo ser só minha
cultuo em silêncio o mar.



Escuta
 
do amor pouco se fala
quando pulsa a emoção
a boca de amor bem se cala
para ouvir o coração.


Erros
 
na contra mão da saudade
vem o tempo acudir
mas sua mobilidade
pode às vezes confundir.


Cautela
 
na alma de um sonhador
tudo pode acontecer
ganha  vida ódio e amor
impossível se prever.


Ponderação


dói uma dor bem doída
que castiga mas não mata
posto que a dor é da vida
o tecer que a_remata...


PS.: Estas trovas foram escritas baseadas em outras do poeta Marco Antonio.
Priscila de Loureiro Coelho
Enviado por Priscila de Loureiro Coelho em 26/11/2007
Código do texto: T753412
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscila de Loureiro Coelho
Jacareí - São Paulo - Brasil, 66 anos
1289 textos (218196 leituras)
1 e-livros (150 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 07:22)
Priscila de Loureiro Coelho