Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MÃE MILICIANA

MÃE MILICIANA

Mãe Miliciana
Que quando o filho acorda
Acorda junto também
Farda engomada
Bota engraxada
Engraxa e engoma também
Filho parte em diligência
A mãe miliciana parte também
Enverga junto ao filho
O fuzil ordinário
Que ceifa vidas
Protege nações
Mãe miliciana
Responde chamada no quartel
Em pensamento, que cruel
A distância do filho
Que parte para o campo de batalha
Batalha urbana atual
Onde a vida tornou-se insignificante
Sem valor real
Mãe miliciana
Que também veste a farda
Que entra dentro dos quartéis
Mãe miliciana que incorpora
Os anseios da pátria
Desde o momento de parir
Mãe miliciana
Onde guardou seu filho?
Foi no seio do quartel
Sei que você não queria
Ver o filho sentar Praça
No entanto, mãe miliciana
Que tantas fardas vestiu
E tantos fardos carregou
Nossa Pátria
Luta pela paz
Para que todas as suas lutas
Não tenham sido em vão.
Mãe miliciana
Que tantas fardas vestiu
Que tantos tiros levou
Mas, que felizmente resistiu
Hoje é promovida
Ao mais alto cargo:
Coronel da vida!

Cláudio Cassimiro Dias
Enviado por Cláudio Cassimiro Dias em 06/04/2006
Código do texto: T134707
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cláudio Cassimiro Dias
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
3 textos (249 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:28)