Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EVOLUÇÃO QUATERNÁRIA



Enquanto alguns neste mundo se atropelam,
 Vejo este mundo em uma constante mutação
  Onde alguns ficam em compasso de espera,
   Lamentando de uma forma tão intensa.
    Um problema que sempre há  solução,
     Com mil  dores apertando o coração,
      Até quando eles esperam recompensa,
       O salário que merecem ainda pensa.

        Quando o tempo vem e passa lentamente,
         Uns carregam no seu corpo só desejos,
          Alma presa, carregada é como vejo.
           Tendo, assim, além da alma o espírito,
            Encarcerado numa vida inconsciente,
             Resta apenas um sentimento aflito.
              Nada mais pode ir além daí,
               Até na alma de pessoas, outras gentes
                Risos soltos são carregados pelo vento,
                 Indo ao encontro de um nada que eu vejo,
                  Antes mesmo de se acabar com o desejo.


                     08-01-08- VEM









Vanderleis Maia
Enviado por Vanderleis Maia em 09/01/2008
Reeditado em 25/09/2010
Código do texto: T810158

Comentários

Sobre o autor
Vanderleis Maia
Imperatriz - Maranhão - Brasil
1412 textos (122099 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/03/21 13:01)
Vanderleis Maia