Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Autores

Sobre o autor
Anderson D Santos
Palmas - Tocantins - Brasil, 50 anos
4 textos (45 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/02/21 21:20)
Anderson D Santos

Textos do autor
Perfil
Anderson Carlos Torrão dos Santos - (Anderson D Santos)
 
   Nascido em 13 de novembro de 1970, em Duque de Caxias – RJ, primogênito de uma família de três filhos e primeiro neto de uma família de descendentes portugueses, o avô, Adriano Torrão e a avó, Aparecida da Silva;  de classe média e sistema de sociedade patriarcal; a mãe, Vera Lúcia, professora e o pai, Denil Carlos, autônomo; seus irmãos Emerson Torrão e Silvana Lúcia. Passou a maior parte da infância no interior do Rio de Janeiro, estudou em escolas públicas e particulares. Criado aos moldes da educação de outrora, teve como referência as histórias de caserna do pai no período em que fora Recruta no Exército Brasileiro; devido à conjuntura econômica da época abandonou os planos de estudos na área de Ciências e os treinos na Escola de Futebol do Vasco da Gama, na baixada fluminense, vindo a ingressar na Marinha do Brasil em 1988. Casou com uma bela maranhense, Ana Patrícia e tiveram um lido e especial presente de Deus, Andrius Zuza, seu amado filho. Serviu por mais de 32 (trinta e dois) anos à carreira militar e mesmo durante esse período sentia um efervescente desejo de idealizar e empreender com novas tecnologias. Morou no Tocantins, em Palmas, o cerrado do coração do Brasil, quando em 2015 desenvolveu o primeiro aplicativo para celulares voltado exclusivamente para a comunidade náutica, o Navseg App, uma inovação que focava no auxílio à segurança da navegação  e no fomento ao desenvolvimento do comércio e da indústria náutica, além de, disseminar a cultura marítima, o que contribuiu com informações relevantes para a salvaguarda da vida humana e a prevenção da poluição hídrica proveniente de embarcações; foi um sucesso. Enquanto ainda trabalhava na Capitania Fluvial do Araguaia-Tocantins desenvolveu outro aplicativo para celulares, o SSTA-CFAT, dessa vez, exclusivo para a Marinha do Brasil, onde era possível levar conhecimento e informações da Instituição para a sociedade local e facilitar o acesso da população aos serviços prestados pelo Órgão, como por exemplo, o agendamento eletrônico que na época podia ser considerado inovador, já que seu uso, embora incipiente, tinha um grande potencial por agilizar o processo de atendimento às demandas do público externo ao mesmo tempo em que aumentava a segurança orgânica da instalação, já que a Organização sabia previamente os dados dos solicitantes que viriam para um eventual atendimento presencial; infelizmente não obteve o reconhecimento e nem o apoio para implementar novas funcionalidades e o app foi descontinuado. 
   Ao passar para o convívio e o cotidiano da vida civil e agora sim podendo pensar fora da caixa, deu asas à criatividade e investiu ainda mais em seu empreendedorismo; decidiu publicar seus escritos, poemas e pensamentos, além de montar uma empresa de desenvolvimento tecnológico e sustentabilidade, o LITS - Laboratório de Inventos e Tecnologias Sustentáveis, com o propósito de prospectar, propor sugestões e soluções ao desenvolvimento sustentável, à preservação do meio ambiente e à projeção do país no cenário tecnológico mundial.


Última atualização em 28/02/21 21:20