Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Autores

Sobre o autor
Bobo da Morte
Maringá - Paraná - Brasil, 32 anos
55 textos (2960 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/01/20 00:01)
Bobo da Morte

Textos do autor
Perfil
Sou um bobo da corte.

Faço piada de todos, inclusive de mim. Isso faz com que eu me sinta maior/igual ou menor que o mundo(do que chamam de humanidade), assim como CD de Andrade.

Essa inadaptação e nenhuma identificação com a humanação me faz indiferente com ela. Às vezes, quando fico iludido, preciso dos outros.(Não se livra da sua vivência, da historicidade facilmente ou somente com uma afirmação racional).

Escrevo para um leitor: EU. Escrevo para me livrar de meus pensamentos, não porque eu acho-os bonitos, ou porque me ache um bom escritor.

Se mais alguém ler ficarei feliz, é claro. Mas sei que é para poucos e isso me basta. Como já disse, não amo toda a humanidade nem tenho um sentimento de humanidade. Fico satisfeito com pouco mesmo. É só...

O pouco que é muito e me diz o que é o Mundo senão somente o que Sinto.

Fernando Pessoa(Alberto Caeiro):

Falaram-me em homens, em humanidade
Mas nunca vi homens nem vi humanidade
Vi vários homens assombrosamente diferentes entre si
Cada um separado do outro por um espaço sem homens


Última atualização em 26/01/20 00:01