Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Autores

Sobre a autora
Marlucia Divina da Silva Medeiros
Cuiabá - Mato Grosso - Brasil, 59 anos
100 textos (2193 leituras)
9 áudios (218 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/07/19 18:06)
Marlucia Divina da Silva Medeiros

Textos do autor
Áudios do autor
Perfil
Biografia

Nasci nuna cabana no meio da mato, numa daquelas choupanas sem paredes e o telhado de capim encostava se ao chão, dando um formato de triãngulo a dentro a mata, ao som e o cantar dos passaros, numa consntante e armoniosa orquestra, causada pelo vento, e seu ruido, batendo nas folhagens, bem ali! Entre o corrego da Caçada e corrego dos Grilos, foi no corrego dos Pilhôes, pelas mãos de uma parteira, por apelido Baiana, que eu vi, pela primeira vêz, a luz do dia, em 24 de março de 1960, no município de Ituiutaba Minas Gerais. exatamente as dez horas da manha, em ponto, numa extrema situação de pobreza, mas rica, em um cenário natural de perfeita, e divina beleza.
 Sou filha de Francisco Raimundo da Silva e Expedita da Costa Silva, um casal de Nordestinos e tenho muito orgulho deles. Moro em Cuiabá desde 1984, apesar de ser mineira, eu amo de corpo, alma e coração, este estado de Mato Grosso! Gosto de fazer amizades, e nesta relação para mim, sinceridade, verdade e fidelidade, estão acima de tudo, me considero uma pessoa feliz, sonhadora e amante de todas as artes; Teatro, música, poesia, dança, pintura e por ai afora. Para mim à arte esta ligada a nossa alma, tem haver com a nossa esperança, auto estima e anseios. Na literatura não me considero bem uma escritora, eu amo escrever e inspiro-me nas coisas simples do cotidiano, que sejam proveitosas a nossa, reflexção principalmente na minha. Meus temas são livres, gosto de escrever, sobre tudo que meche com meus sentimentos, coisas, bôas  ou ruins, se algo me incomoda, e não posso fazer nada, então escrevo e alivia-me o peito. Apesar de não dominar bem a gramática das palavras, o meu linguajar e o mais simples. Fiz algumas participaçôes como escritora em: (Coletãnea Reflexçoes para bem viver Esitora Scortece Luiza Moreia, primeira e segunda ãntologia Beco dos Poetas, coletanea especial dois e tres Movimento Literârio), com varias poesias; Mato Grosso, Coração cuiabano, Mar, Valeu, Ispiração, Laços de dôr, entre outras. Escrevo na maioria verdades, as poesias Nazareno, Proerd , Manifesto e Lições de amor são minhas homenagens, a quem passa nesta vida e faz de seu viver, um ensinamento.  O meu trabalho e este; Se não posso fazer nada, se não tenho voz e nem vêz, usando a palavra escrita, já me conforta a alma, registrar minha alegria ou indgnação, no simples escrever. A arte da escrita para mim tem este poder, de penetrar nos corações até mesmo daqueles mais insensíveis! Não chamo de poesia, o que eu faço, prefiro dizer que escrevo verdades, enfeitando com rimas, dando um novo sentido, escrever verdades para mim, e como riscar sua imagem preferida, num pano branco, pegar varias côres de linhas, e transforma num lindo bordado, o seu simples pano branco! Tenho outros livros que estou digitando, inspirado em meu viver,  meu aprendizado escrevi ( Isaias sete v 14), E um livro homenageando a mãe que me acompanhou por toda a vida, MARIA que além de JESUS, também foi o maior ''SINAL'' de DEUS por nós,'' é também a maior lição de amor, pois DEUS a escolheu pra gerar... Cuidar ...Proteger e educar seu menino JESUS. Por isto tambem a homenageio com duas poesias,( POEMA A MARIA e MÃE DA ESPERANÇA), inspirei-me nas poucas palavras que a ela, se refere à bíblia, mas que muito falou_me ao coração.


                               Marlucia Divina da Silva Medeiros


Última atualização em 22/07/19 18:06