Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AH...OS SONETOS...
                        
                                Eu gosto muito e vc?


Há , muito venho pensando em um e-mail que recebi.
Era de um poeta.
Dizia ele, que não leria mais a minha página, em razão de só me dedicar a construir Sonetos. Para ele e fez questão de dizer, Soneto é uma forma de poema, sem pé nem cabeça, sem beleza, enfim vazio.
Claro que minha insignificante opinião é bastante diferente.Não só minha, mas de valorosos escritores deste Recanto e do mundo. Decerto Olavo Bilac, Fernando Pessoa, Florbela Espanca, Drummond e tantos outros reviraram-se inquietos diante desta declaração.
 
Soneto, para mim, é a forma mais bela, lapidada, quase espiritual, posto que a inspiração vem de mansinho e o poema vai sendo desenhado, para depois de artísticamente ajustado, se dizer em versos. Os Clássicos então, de rara candura, são muito difíceis de burilar.

Considero-me aprendiz nesta arte e daquelas sem pretensões à profissionalização. Faço porque é uma identificação de alma. Eles me vêm como vários compositores já disseram em entrevistas que li ou vi. Só dá para pegar uma folha de guardanapo e escrever. É na hora. Depois, é como se trabalhasse uma jóia, daqui e dali até a forma final, quiçá um brilhante.

 
Considerando, que a liberdade de expressão é uma conquista, assimilei a crítica sem problemas, até porque, foi extremamente educado, vale o registro.

Tenho convicção do valor textual do poema em questão. Todavia, até hoje não compreendi, como cabe no coração de um poeta, tal questionamento, chegando a sentir  aversão a minha página.

 
Lamentando a perda do leitor amigo, recomendei que não me visitasse mais. Era o mínimo que poderia sugerir.
Eu vou continuar a construir meus Sonetos. Sou amante deles, ainda, que trabalhosamente lapidando pedra bruta e  ainda com muitas imperfeições.
 
Registro aqui, algumas passagens significativas sobre o assunto:
 
 “ Alguém já disse que o Soneto é “a sedução do cárcere” mas eu diria que é  “o cárcere da sedução”, pois, conforme o poeta contemporâneo Paulo Bonfim (sagrado o ”príncipe dos poetas brasileiros” em 1991):    “ Para muitos, o soneto é inibidor, mas eu acho que é a prova de fogo do poeta. Não considero o soneto o espartilho da poesia”.
 

Majo & Machado em seu site, define muito bem o soneto em relação às suas regras rígidas, comparado-o com o vinho, essa bebida natural e original:

“se servido puro, é vinho; se misturado com água e açúcar, é refresco.” Nada mais lógico e racional”
                                                                             
                                                      João Roberto Gullino
 

 
O soneto, queiram ou não, é indiscutivelmente, a base da poesia, a sua estrutura máxima, o seu alicerce ponderável e indestrutível, por ser imortal como as conquistas imperecíveis da ciência; quanto às leis imutáveis da Natureza; quanto o brilho solene dos astros e a beleza magnética das estrelas! Ninguém destrói as glórias do passado; os vultos que vivem na lembrança dos que prezam a cultura, exortam a sabedoria e sublimam a inteligência. Todos eles serviram, servem e servirão de exemplo a todas as gerações como fonte permanente de inspiração!”
                                                 Noel Bergamini

 
 
Pois é, amigos, diante do exposto, resta-me reiterar meu gosto pessoal pelo Estilo. Muitas declarações de amor aos Sonetos ainda poderia citar aqui.
Este Recanto, de tão bons Sonetistas, é bálsamo pra meu interior. Aqui, tanto os poemas quanto as considerações sobre Teoria Literária e outros assuntos ligados à Literatura, que são a minha vida, fazem com que não consiga me afastar. Se isso não bastasse ainda conto com as interações de amizade, calor dos amigos e leitores.
 
Jamais pretendi a profissionalização como disse acima e digo sempre. Não necessito mais disso, a esta altura da vida. Cheguei onde queria profissionalmente.
Quero só fazer meus Sonetinhos em paz.
 
Estou errada? E vc,quer fazer uma declaração de amor ao Soneto? Caso queira, fique à vontade.
 
                          ********
  ..."Considero os "sonetos" expressão vívida da alma, é verdade que eles são de construção rígida,difíceis no trato, mas para compensar essa dificuldade em compô-los, depois de prontos alcançam o infinito."...
                                           
Eráclito Alírio da silveira


                         ********

... "Eu vejo o soneto, como base da poesia... Assim como o estudo da música clássica, é a base de qualquer bom compositor. Eu adoro sonetos! "

                                                   Zélia Nicolodi


                             
   *********


..."do meu ponto de vista, o Soneto é uma peça teatral escrita em quatro atos, a primeira estrofe é a apresentação, a segunda a evolução, a terceira é o ápice, e o quarto, a conclusão. Além disso, podemos apurar um pouco mais com as tônicas na sexta e décima segunda sílabas, rimas intercaladas ou paralelas e assim por diante, mas acima de tudo, eu escrevo soneto por que adoro..."

                                                          Jacó Filho


                              ***********

"Acho os sonetos muito lindos, um mergulho, um aprofundamento da alma..."

                                                                Helena Grecco


                              ************

"Sou um fã confesso e incondicional dos chamados poemas de forma fixa. O desafio de exprimir e transmitir sentimentos estando "preso" às regras de um estilo (trova, cordel, soneto...) é sedutor e a alegria de conseguir esse intento é descomunal. Ademais, na minha modesta opinião, a sonoridade é outro dos vários atrativos."...

                                                                Jerson Brito

                                     
***********

Elen Nunes
Enviado por Elen Nunes em 28/01/2010
Reeditado em 29/01/2010
Código do texto: T2056159

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Elen Nunes
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 71 anos
511 textos (34422 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/19 22:15)
Elen Nunes