Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Exilada"...(01)

 "A solidão mais uma vez me visita, invade meu ser e não pede licença, fica aqui morando e tomando conta de meus dias.
  Sempre pensei livrar-me dela, no entanto ela até me faz falta, pois em pequena dose faz bem, é como um remédio que precisamos muitas vezes para curar um mal físico. Ela, em doses bem medidas, deixa uma ansiedade benéfica, uma leve esperança de que algo ainda está por vir. Mas quando pega assim pesado, sinto a dor cruel e indefinida de não ser, não viver, não ser amada, não criar, não ter abraços nos meus braços, não afagar com mãos de puro carinho um rosto sonhado.
  Vou então caminhando meus dias, no passo lento de quem carrega um peso enorme, mas em silêncio e sorrindo, disfarçando assim perante a vida, o combate interno que se trava num lugar habitado por essa estranha e silenciosa companheira solidão.
                                                           

Que nunca se confunda o autor com o personagem de textos.
           25/08/07
Marilda Lavienrose
Enviado por Marilda Lavienrose em 25/08/2007
Reeditado em 25/04/2014
Código do texto: T622953
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marilda Lavienrose
Campinas - São Paulo - Brasil
1672 textos (82103 leituras)
41 áudios (2935 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 18:53)
Marilda Lavienrose