Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MENSALÃO: HAVERÁ JULGAMENTO PARCIAL?

O calão “pizza” aqui no Brasil vai muito mais além do disco de massa recheado de queijo mussarela e molho de tomate; a iguaria tipicamente italiana que é uma das poucas unanimidades no planeta passa a compor as circunstâncias políticas vividas aqui no Brasil.
Ninguém sabe ao certo quando e quem falou pela primeira vez “isso vai acabar em pizza”, mas o fato é que tudo quanto é escândalo que ocorre nos três Poderes brasileiros o povão e a imprensa noticia que os fornos mais influentes do país estarão acesos a espera da primeira pizza e a reboque, mesas e mais mesas ao redor destes fornos se enchem de bonachões engravatados que brindam a idiotice do mesmo povinho que pensa que pode mudar alguma coisa.
Escândalos no Brasil é algo tão comum quanto à fome e o desemprego, aliás, os escarcéus aprontados pelos poderosos brasileiros são como o trânsito de São Paulo; de vez em quando ele flui mas certamente, a qualquer minuto ele pode fechar o tempo e causar transtornos. Eu não sei mais se nós, brasileiros sem vergonha, conseguimos viver sem escândalos. Seja no Governo Lula ou em qualquer outro governo, os escândalos estarão tão presentes quanto à própria burocracia. Já vivenciamos tantos, estamos vivendo tantos outros e vivenciaremos milhares de outros enquanto isso aqui, o Brasil, for um país soberano.
Em menos de três anos vimos cada janela do Planalto, Câmara, Senado e Cortes Superioras se transformarem em um buraco preparado para se tornar forno de pizza e agora, após tantos meses, o Supremo Tribunal Federal começa a julgar os inúmeros pedidos da Procuradoria Geral da República, que é uma espécie de casa maior dos promotores de justiça do Brasil, para que indicie 40 pessoas envolvidas direta e indiretamente no Caso do Mensalão.
O Procurador Geral encaminhou um calhamaço monumental contendo pedidos de indiciamento criminal contra os que já foram considerados como os mais influentes nomes do atual governo; gente que na gíria popular era “da cozinha do Presidente Lula” como José Dirceu e Luiz Gushiken e que mesmo após serem demitidos ou pedirem demissão, é sabido por todos nós que continuam mandando onde quer que tenha um governante petista.
Os pilares deste Governo se abalaram com o primeiro terremoto chamado “oportunismo de quem nunca teve o poder nas mãos”; é como se dizia antigamente: “quer conhecer de fato alguém? Dê poder a ele!”. Os petistas sedentos de oportunidades, distantes da fortuna maior desde a década de 80 e só atirando pedras nos telhados alheios, de repente, se viram com a chave do Planalto nas mãos e já na posse do primeiro mandato de Lula, mostraram para que chegavam. A orgia tomou conta de Brasília e uma massa de mal educados e baderneiros bêbados, exaltando o nome do enfim Presidente Lula, banhou-se nos jardins do Palácio do Planalto como se fosse uma piscina pública, com a aprovação geral de Luis Inácio Lula da Silva, que naquele instante aprovou o ato como se quisesse também arrancar a faixa e cair na gandaia.
Depois deste episódio aziago e desonroso na sede do Poder Executivo em plena Praça dos Três Poderes, tudo que viesse a acontecer ali ou noutro lugar bem pertinho que fosse chamado de escândalo, teria que ter a marca obrigatória da estrela vermelha, símbolo do partido do Presidente ou de partidos e pessoas aliadas, mas o Mensalão foi até hoje o ápice desta montanha de dejeções que mancharam uma pintura que começou a ser pintada com a promessa de mudança e honestidade.
40 pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público Federal e até agora, 19 foram indiciadas em processos por vários crimes, mas mesmo sendo estando estas pessoas no rol dos réus o povo, que os elegeu e continuará os elegendo com certeza, não acreditam que alguns destes tão influentes astutos sejam condenados e presos, afinal de contas, se não acendermos os fornos que farão pizzas do esquecimento, o Brasil ainda é, infelizmente, a Pátria em que só vai para a cadeia os negros e pobres. Até as prostitutas (nada contra a classe), que eram mantidas coadjuvantes neste ditado medíocre, não são mais presas.
Quando eu li que são 40 pessoas apontadas como culpadas pelo MPF, logo associei a historinha antiga de Ali-Babá e pesquisando melhor na internet sobre o aventureiro que escondia seu ouro numa caverna que só abria quando ele dizia “abre-te sésamo”, acabei por encontrar uma pizzaria no Canadá que se chama Ali Baba Pizzaria (http://www.alibabapizza.ca/) e somente então tive a idéia de escrever sobre o tema.
Eu ainda acho que se dá para trabalhar e ganhar dinheiro no Brasil; acho que se dá para ser político e fazer um trabalho voltado para os princípios éticos e morais, ganhando o suficiente para viver bem; creio piamente que ainda existem pessoas capazes de tudo isso e de muito mais, mas caso algum queira desviar-se do caminho da probidade, que não seja de modo tão avassalador e cruel. O povo que ainda se orgulha de votar, mesmo sendo analfabeto e aliciado, um dia pode acordar deste pesadelo inumano e promover uma revolução sangrenta, afinal de contas, sabe-se pela história que quem deu a outra face para ser agredida foi Jesus Cristo e já fazem 2007 anos.
Sinceramente eu nada tenho contra a figura de um operário ser Presidente do meu país, mas é bom lembrar que Lula foi operário e não se tornou chefe do Executivo o sendo; mas daí seja quem for, apossar-se do mais alto cargo desta nação e deixar que uns bandos de pessoas inescrupulosos manifestem todo tipo de sadismo contra os cofres e contra o povo, isso já passa de todos os limites plausíveis e imagináveis.
A justiça brasileira terá talvez uma oportunidade única de provar que é justa, imparcial, cega, surda e muda e mandar para a cadeia ou no barato condenar estes 40 asseclas do Ali-Babá contemporâneo ou teremos a certeza que os Três Poderes são na verdade um.
Estávamos acostumados a gemer pensando não existir dor e é bom lembrar que os tempos mudaram e que se não pudermos entrar no bonde da história enquanto ele está parado, temos que ao menos ter pernas fortes para tentar apanha-lo na próxima estação ou então estaremos fadados a morrer sem ao menos tentar sobreviver que é o acontecido com a maioria da população apolítica que diz achar estar tudo bem por mera ignorância.
Este povo alegre e muitas vezes ingênuo não pode deixar que fatos escandalosos como o Mensalão, Sanguessugas ou qualquer outro que envolva o dinheiro do país que é desviado para as contas de políticos e empresários sejam esquecidos; este dinheiro é de todos nós e mesmo aqueles que não pensam que não pagam impostos deve também acreditar que são os que mais pagam e muitas vezes os que mais trabalham e contribuem sem saber para que prefeitos, vereadores, deputados, governadores, juizes, promotores, senadores e o Presidente, morem nos mais luxuosos lugares, comam as melhores iguarias, bebam os melhores vinhos, vivam cercados de seguranças e recebam os mais altos salários, enquanto quem paga esta conta continua sem ter onde morar, sem ter o que comer, vive sendo assaltado e desempregado.
Se alguém destes homens apontados pela PGR forem condenados em suas respectivas ações, o que não ocorrerá em tão breve, eu não acredito que nenhum deles fique privado de liberdade, e mesmo havendo conjetura legal que permita uma condenação desta natureza eu acho pouco provável que finalize o episódio assim; prevalecerá o poder exercido por cada um e os padrinhos influentes que os mesmos contam na mesma Praça dos Três Poderes onde serão julgados.
Ser réu não constitui culpa mas o simples fato da mais alta Corte de Justiça do Brasil acolher tantas denuncias de pessoas tão insólitas já é por si só um grande fato, histórico; histórico a ponto de um negro, Doutor Joaquim Barbosa, Ministro Relator do STF, estar oferecendo um verdadeiro show de eloqüência em suas palavras de refinado saber e até agora, neste exato momento impar, singular, já nos condiciona a comemorar precocemente a leda era, quiçá proferir de que parte de minha crônica será corrigida pela própria história que insiste em nos surpreender, sempre!
Voltando as pizzas, o povo brasileiro que ainda raciocina, esperam duas coisas correlatas; primeiro é ainda ver o Presidente Lula promover de fato uma mudança dentro do Planalto e colocar com seriedade o seu nome na história; depois e não enxergar jamais um imenso forno de pizza no meio da Praça dos Três Poderes...

*Conheça o currículo do Ministro Relator Joaquim Barbosa: http://www.stf.gov.br/institucional/galeria/curJoaquim.pdf

Texto: Carlos Henrique Mascarenhas Pires
Imperador Dom Henrique I
Enviado por Imperador Dom Henrique I em 05/09/2007
Código do texto: T639445
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site "www.irregular.com.br"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Imperador Dom Henrique I
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
919 textos (1426541 leituras)
19 áudios (3578 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 03:50)
Imperador Dom Henrique I