Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cheiro de sexo!


Dois primos, caminhando pelo pasto da fazenda, viram um cavalo transando com uma égua. A prima perguntou:

     - Primo, o que é aquilo?

     - Eles estão acasalando. A égua está no cio e o cavalo percebendo isso está mandando ver.

E a prima então perguntou:

     - Mas como o cavalo sabe que ela esta no cio?

Ele respondeu:

     - É que o cavalo sentiu o cheiro da égua no cio.

Passaram mais adiante num local que tinha um bode transando com a cabra e a prima perguntou de novo, recebendo a mesma resposta. Mais na frente um boi trepava numa uma vaca e ela perguntou de novo o que era aquilo. Ele deu á mesma resposta, dizendo que o boi sentiu o cheiro da vaca no cio. Então a prima perguntou:

     - Primo se eu perguntar uma coisa pra você não vai ficar chateado não?

     - Claro que não, pode perguntar.

     - Você está com o nariz entupido queridinho?

CARLOS CUNHA o Poeta sem limites
Enviado por CARLOS CUNHA o Poeta sem limites em 26/11/2007
Código do texto: T753151

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
CARLOS CUNHA o Poeta sem limites
Japão, 63 anos
369 textos (438772 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 05:36)
CARLOS CUNHA o Poeta sem limites