Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O BEM E O MAL

Creio que apesar da minha vivência ainda não sei distinguir o bem e o mal nas pessoas, principalmente quando amo, ou gosto muito da pessoa, creio que já é de praxe uma certa cegueira, a gente acredita até que algo de muito ruim acontece e que, de tão evidente, somos obrigados a concluir fatos que nos derrubam de imediato e neste momento, nem a amizade acaba sobrando, pra dizer que :
- O amor se foi mas ficou algo muito bom em seu lugar.
Pior de tudo é saber-se joguete nas mãos daqueles em que confiamos, neste momento o nosso orgulho acaba falando mais alto e concluímos que fomos usados e nos sentindo quase que do avesso ou meio sem chão, ficamos com aquela cara de totalmente perdidos, até que , uma força superior, chegue para nos ajudar a clarear a mente e tentar entender , para quem sabe um dia podermos perdoar. Claro que, quando ainda sobra em nosso coração a crença nas pessoas e a sublime compreensão na limitação da nossa condição humana e também da nossa própria alma, só assim temos condições de compreender aqueles que nos feriram. Hoje, embora não desejasse, sinto-me vulnerável e amarga, com um gosto forte de decepção, misturados a uma tristeza quase que humanamente indescritível e insuportável, mas sei que amanhã será um novo dia e que encontrarei forças para superar mais esse acontecimento, pois me amo e acima disso sei que tenho e sempre terei a ajuda incondicional do plano superior ao meu alcance.
Não lamento o erro e o mal de quem me feriu, pois aprendo com ele pois, posso traçar para mim um caminho contrário, mas lamento sim, pela amizade que acreditei poder conquistar e por ver que muitas vezes somos julgados sem mesmo ter a chance de mostrar quem somos, mas a vida e o tempo sempre serão a escola de todos que momentaneamente habitam este mundo e acreditam no bem e por estarem focados em Deus estarão sempre prontos para repudiar qualquer aproximação do mal em suas vidas.


“Se na estrada tiver pedras, farei delas um altar,
Se tiver lágrimas, farei delas uma flor brotar,
Pois, em minha estrada só terei na alma o amor,
Para que o amor possa sempre me acompanhar.”


Sonia Ferraz
Enviado por Sonia Ferraz em 28/10/2011
Reeditado em 30/10/2011
Código do texto: T3304233
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sonia Ferraz
São Paulo - São Paulo - Brasil, 64 anos
673 textos (38549 leituras)
33 áudios (5916 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/19 22:16)
Sonia Ferraz