Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
O Ciúme





Que é este que agora me atormenta

Donde saiu a horrenda criatura

Que clama a sua ira, truculenta

Que me põe na garganta esta secura?



Que mal lhe fiz que justifique o brado

E a maldição que sobre mim lançou

Porquê esta algazarra e o tom irado

Com que férrea vontade me alcançou?



Ah; mas vou reagir ao vil ataque

Que promete tornar-se uma agressão

Não posso voltar costas ao basbaque

Sem que me atinja torpe e à traição



Encho-me então de raiva e vou gritando

Quem és tu criatura; porquê tanto azedume?

E ele com hálito fétido bramando:

Então não sabes? – Sou o teu ciúme!







Portugal

2006

 
Eugénio de Sá
Enviado por Eugénio de Sá em 19/01/2007
Reeditado em 06/12/2013
Código do texto: T351892
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Eugénio de Sá
Portugal, 75 anos
18 textos (1013 leituras)
3 áudios (168 audições)
4 e-livros (93 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/09/20 07:32)
Eugénio de Sá