Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pés Descalços

Pés descalços
No mundo de asfaltos
Carros, barulho e poluição
Dias cheios de ação

Alma grita por natureza
Buscando suas belezas
Suplicando por energia
Cansada desse dia a dia

Pés descalços
Sonhando em serem atolados
No barro macio e molhado
Sujando para limpar

Sentir o perfume das flores
Ouvir os sons do entardecer
Banhar-me nas águas da cachoeira
Sentar na sombra do bambuzal

Pés descalços
Desejando tocar
A terra batida
O mato verde

Beber a água pura da nascente
Vinda pelo cano de bambu
Purificar o coração
Sentir-me acompanhada na solidão

Pés descalços
Livres do salto alto
Sem direção a seguir
Sem pressa e sem demora

Passear por entre as árvores
Ver a noite cair calma
Contar estrelas no céu
Dormir olhando a lua

- sem hora para acordar -
Alíria Branca
Enviado por Alíria Branca em 04/07/2007
Reeditado em 04/07/2007
Código do texto: T552512

Comentários

Sobre a autora
Alíria Branca
Volta Redonda - Rio de Janeiro - Brasil, 35 anos
231 textos (11887 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/05/21 20:04)
Alíria Branca