Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O ENCONTRO COM A SOLIDÃO!

O que poderá doer mais?!...
É o tempo que somou e chegou com dores,
Ou os tantos e diferentes amores que se foram,
Deixando sob ombros cansados,
O peso insuportável da solidão?

Esquecimento, a falta de memória,
Ou talvez, quem sabe, não fostes nada!....
A sombra necessária ao longo da estrada!...
O vazio das lembranças de ti, infeliz....
Do que carregastes no ventre e nos braços.

Apagam-se as luzes, não há mais brilho!...
Tudo esquecido, o que é?... Não mais o que foi,
Nas somas, há o desinteresse, tudo zerou!...
Nada restou, além de olhos que hoje,
Não olham mais, reclusos por querer!...

"Não mais te elegem e sim, ao longo do corpo,
Caem inertes, num lamento silencioso,
Braços vazios de sonhos e esperancas."
Por deveres, não há direitos!...
Apenas a fé que te movimenta...

Das noites mal dormidas, vidas, mais vidas, tudo,
Em nome do amor, esse amor que hoje,
Te é negado, o silêncio a desilusão,
O som das dores que te acompanham,
As rugas, os cabelos brancos!...

A impaciência que não foi tua, fere tu'alma,
Nem uma mão em tua direção, só a noite,
Palavras duras!... A solidão, como último apego
A dignidade que teimas em preservar!...
O silêncio da espera, na lágrima que cai!...

O fim,  única certeza,
É o que te resta...

Botucatu/SP
12/08/2014
Carmen Ortiz Cristal
Enviado por Carmen Ortiz Cristal em 13/03/2015
Reeditado em 30/03/2015
Código do texto: T5168488
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Carmen Ortiz Cristal). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carmen Ortiz Cristal
Botucatu - São Paulo - Brasil, 59 anos
460 textos (66584 leituras)
7 e-livros (5368 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/06/19 06:33)
Carmen Ortiz Cristal