Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Maldita Solidão!

Ah, que dia mais infeliz da minha vida
Vejo que é loucura amar sem ser amado
Procuro alguem inexistente que possa me
Mostrar o verdadeiro amor, mas isso não

Passa de uma simples ilusao que no meus
momentos de lucidez impoe pra mim enlouquecer
Oh, me ponho a refletir um pouco sobre essa dor
Que me tormenta e dilacera meu docil coração

Me digam o que eu fiz pra merecer essa maldição
Se es maldade que eu fiz ou se es por causa da
Indelicadeza de uma flor que estou perecendo

Nesta angustia sem tamanho, digam-me que sou
Tal vil e sujo que não merece amor e compaixão
nenhuma por parte desta "Maldita Solidão!"
POETA ELOQUENTE
Enviado por POETA ELOQUENTE em 18/07/2007
Código do texto: T570008

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
POETA ELOQUENTE
Marília - São Paulo - Brasil, 40 anos
227 textos (72050 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/05/21 14:05)
POETA ELOQUENTE