SOLIDÃO II

Neste total abandono

Em que me deixastes um dia

São noites a vagar sem sono

Arrasta-se uma vida vazia!

Chora minh’alma, a falta do teu amor...

Das lembranças sustento o meu viver

Não há revolta, apenas dor!

Vim ao mundo marcada para sofrer

Sob o luar sonhei contigo ficar...

Até o raiar do sol, na areia branca te amar!

Os corpos nus vinham as ondas beijar...

Em silêncio condenas a amarga solidão,

A quem te amou com paixão!

Sonhando apenas ter o teu louco coração.

SANTO ANDRÉ

SP-BR

CARMEN CRISTAL
Enviado por CARMEN CRISTAL em 16/04/2005
Código do texto: T11541
Classificação de conteúdo: seguro
Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.