QUAL CHAMA ARDENTE O AMOR SE FAZ PRESENTE.

A saudade dói no coração...

O calor de teus beijos...

O carinho de tuas mãos...

Teu sorriso largo!...

Fazem com que eu sinta tua ausência...

Porque não cumpristes o prometido?...

Porque foste, e aqui me deixaste?...

São tantas as minhas penas!...

O querer estar a teu lado

Um mundo que me oprime

Roubando-me à vontade de viver...

Quisera que voltássemos àqueles tempos

Pudéssemos enfim

Realizar os sonhos por nós edificados

Quando na madrugada me acordava

Para horas passarmos a falar

Mesmo à distância estavas presente!...

Um dia calaste sem explicação!...

Deixando em teu lugar o vazio...

Hoje de ti nada sei!...

Tanta falta me fazes...

Vejo apenas quando abres minha poesia

Nas notificações de leitura

Sinto o peso do silêncio em que te fechaste!...

Porque não voltas para mim?

Ainda te espero

Meu amor não morreu

Está tão vivo que me faz sofrer...

Quisera estar em teus braços

Deixar-me proteger por ti

Fazendo-me dormir

Aconchegando meu corpo ao teu

Para minhas dores esquecer

Tanto acreditei que contigo

Havia encontrado a felicidade!...

Hoje tenho apenas lembranças

Misturadas a dor desta saudade...

A tristeza do que eu nunca soube

As interrogações sem respostas

O "porque foste embora?"

Mergulha minh’alma na lágrima que choro!...

Queima nesta chama de amor que se faz presente...

Santo André

AP-BR

CARMEN CRISTAL
Enviado por CARMEN CRISTAL em 26/04/2005
Código do texto: T13069
Classificação de conteúdo: seguro
Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.