Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Cada Maio


Ondas do povo do mar...
Raios do povo do céu...
Ventos do povo da mata...
Me mata vai...

No bailar dos teus braços...
No levitar dos teus passos...
No laço...
do teu sorriso, lindo!

Atormenta...Faz tremer teu poeta...
Acalenta... me faz perder o compasso...
No tempo e no espaço
em que bailas assim.

Fecho olhos... te imagino a rodar
sob o bater forte do tambor...
És rainha? És madrinha?
Já não sei...
Mas quisera eu ser Rei
E te dar meu império, sério!

Lá no alto da serra,
e na poesia
que encerra o meu dia,
te dizer do meu sonho,
e do que já não te proponho...

A cada ensaio,
e a cada maio,
eu saio de mim...
Pobre de mim...

Mas deixe... deixe assim...
sambe assim...sambe sim...
Porque este amor
já não tem fim!

(Extraído do livro "Murmurando Ventos" de Anderson Julio Lobone)
Anderson Julio Lobone
Enviado por Anderson Julio Lobone em 24/05/2006
Reeditado em 19/05/2020
Código do texto: T162119
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Anderson Julio Lobone
Alto Paraíso de Goiás - Goiás - Brasil, 55 anos
126 textos (10584 leituras)
1 e-livros (187 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/03/21 15:41)
Anderson Julio Lobone

Site do Escritor