Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O CÃO SARNOSO

Surtos de poesia
parecem um cão sarnoso.

Ele coça, coça,
roça minhas pernas
e lambe toda
e qualquer parte do corpo
próxima ao seu focinho.

Dura pouco a insanidade.

Bastam algumas aplicações
sarnicidas e ele está ali de novo,
sacudindo a cauda,
fazendo festa, buscando amigos.
 
A pele fica feia,
rugosa, insensível,
talvez nem mais interesse ao cão.

Medidas de que o tempo passa.
Celerado.

– Do livro OVO DE COLOMBO. Porto Alegre: Alcance, 2005, p. 26.
http://www.recantodasletras.com.br/poesias/23279
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 09/06/2005
Reeditado em 04/07/2011
Código do texto: T23279
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 74 anos
3674 textos (917853 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/20 15:43)
Joaquim Moncks