É TARDE PARA NÓS...

Como peregrino, andei...

Por tantos caminhos, busquei!

Os pés feridos, cansados

Na alma, doloridos sentimentos...

Procurei e nada encontrei!...

Estava ali tão perto!... Por que?...

Eras tudo o que tanto sonhei,

O amor que tanto desejei!... Por que?

Porque cega não o via?

E tu a mim não aparecias!

Hoje sei que te encontrei...

Envolve-me uma tristeza sem fim

Não serás meu! Nem tua serei...

Amo-te e jamais o terei em mim...

O tempo passou e ainda continuas aqui,

a fazer parte de mim!...

Saudades foi o que ficou...

Santo André

SP-BR

CARMEN CRISTAL
Enviado por CARMEN CRISTAL em 26/06/2005
Código do texto: T28111
Classificação de conteúdo: seguro
Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.