Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LIVROS, LIVROS

A cada livro que bate à porta,
esvoaçando as asas da Poesia
– solidão, medos, amores,
poema ornado de flores,
ou qualquer matéria da vida –
fico sempre esperando o novo:

algum louco
com guarda-chuva
ao sol tórrido,
alguém tomando sorvete
em meio à neve,
ou quaisquer bruxarias
que nos tornem santos,
ou aqueles amores
que nos fazem diabos,
traidores inconfessáveis.

A cada vez que abro o livro,
tudo pode acontecer a ambos,
autor e  o condenado
a ouvir e ruminar a estória.

O que não muda é a saga de viver:
esta doida trapaça
de querer mudar o mundo.

Do livro OVO DE COLOMBO. Porto Alegre: Alcance, 2005, p. 71.
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 25/07/2005
Reeditado em 26/09/2005
Código do texto: T37676
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 73 anos
3585 textos (902899 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/07/20 23:08)
Joaquim Moncks