Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Casa Vazia

A casa está vazia.
Vazia, mas tão balda e tão vazia
Que dói.
Dói em dores de ausência
E misteriosamente
Seu nome ecoa em gritos
De silencio e fazem eco
Na casa Vazia.

A casa está vazia
E somente o teu fantasma
Nela ainda me segura.
Ninguém há que abrande meu coração,
Que aplaque esse mal estar,
Essa onipresença da solidão
E esse gosto de lágrima
Na saliva.

A casa está contraditoriamente
Vazia.
A luz que nela entra não é mais suficiente.
Está tão fria, tão escura e vazia
Ah, meu amor, se sobesses o quanto!
O quanto está vazia de ti
E tão cheia de solidão...
Marcos Aurelio Paiva
Enviado por Marcos Aurelio Paiva em 11/09/2007
Reeditado em 26/11/2008
Código do texto: T647388
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcos Aurelio Paiva
Reino Unido, 44 anos
32 textos (1968 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 06:55)
Marcos Aurelio Paiva