Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vida e Morte de Uma Rosa


Perdoe-me as demais variedades
Não quero causar ciúme nem queixa
São também perfeitas e melindrosas
Mas igual à rosa ainda não vi igual

Dotada de rara beleza encanta o jardim
Arome doce, suavidade peculiar
Seduz com sua simplicidade
Ofusca os olhos dos românticos

Branca, rosa, vermelha...
Desabrochando na calada da noite
Tonalidades tomando vida e graça
Encantando a natureza

Linda, charmosa, dengosa...
Mostra-se envaidecida
Cheia de orgulho a bailar
Baila ao vento, ao sol, à chuva

Cresce viçosa, garbosa
Vive como se não fosse morrer
Brilha como se não fosse escurecer
Seduz-se, entrega-se e vive em plenitude
Até que o vento passe e leve suas frágeis pétalas

Elian Maria Bantim Sousa
Enviado por Elian Maria Bantim Sousa em 20/10/2007
Reeditado em 20/10/2007
Código do texto: T701829

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Elian Maria Bantim Sousa
Coelho Neto - Maranhão - Brasil
492 textos (230091 leituras)
2 e-livros (82 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 17:37)
Elian Maria Bantim Sousa