Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOLIDÃO




   Hoje
   Amanheci poeta
   Vou escrever um poema
   Falar do beijo que não ganhei
   Dos amores perdidos
   Das madrugadas sem sono...
   Dispensei até o tradicional
   Café matinal
   (Epa! Arrumei uma rima)
   Pra falar destas coisas
   Que me tiram o sono, o apetite

   Hoje não vou almoçar
   Tirei o dia pra escrever
   Escrever sobre o mar
   Que eu não conheço
   Mas dizem que é lindo
   Sobre as noites que não jantei
   Que não sonhei
   Porque não dormi...

   Hoje, eu solto o verbo
   Hoje, eu acho a poesia

   Mas, antes, eu quero umbeijo


  S. Paulo, 25/10/2007
   
CORDEIRO de ITIÚBA
Enviado por CORDEIRO de ITIÚBA em 25/10/2007
Código do texto: T709741
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
CORDEIRO de ITIÚBA
Santo André - São Paulo - Brasil, 59 anos
547 textos (15103 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 12:34)
CORDEIRO de ITIÚBA

Site do Escritor