Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

 A TERRA CHORA!...
 
 
Eu era tão bela, tão cheia de vida,
até que chegaste, todo cheio de si...
Eu, quando te vi, me encantei,
me despi dos individualismos;
diante de ti, me coloquei nua,
sem pudores, nem preconceitos;
me dei, com tudo que tinha;
meus dons e riquezas
foram colocados a teus pés;
me entreguei por inteira e tu?!...
Tudo o que fizeste foi machucar!...
Me fazer escrava de tua sede;
tua ânsia de poder, de egoísmo,
o mais vil dos sentimentos,
o querer tudo para si...
No uso indevido, do que te pertencia,
o querer manipular, destruir, matar...
Jamais pensaste em mim, só em ti!...
Fui a luz dos teus dias e tu!...
Foste a escuridão, a morte...
Hoje, não mais sei de mim...
Meu futuro é incerto, apenas,
sei que vou sobrevivendo ao caos,
à desonra de ter sido maculada;
foste destruindo o que era belo,
me fazendo árida, esgotada
em minhas fontes de vida...
Ainda assim, me dou a ti,
te recebo,
como última morada...
 
A Terra chora!...É hora da humanidade
repensar na exploração sem controle, do consumo exagerado, da falta de respeito a vida...
Disso depende a sobrevivência de vidas futuras...


BHZ-Brasil
17.10.2007
(às 03:00 hs)
 
 
 
 
 
 
 
 
Carmen Ortiz Cristal
Enviado por Carmen Ortiz Cristal em 26/11/2007
Reeditado em 27/01/2009
Código do texto: T753257
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carmen Ortiz Cristal
Botucatu - São Paulo - Brasil, 57 anos
458 textos (65941 leituras)
7 e-livros (5355 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 03:59)
Carmen Ortiz Cristal