Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VÃO ESQUECIMENTO

*Fanny*
 
As lembranças de ti, meu grande amor,
abraçam o meu viver de ternuras infinitas...
E em minhas acalentadas memórias
recordo os teus carinhos de seda,
nossos momentos grandiosos e inacabados,
inolvidáveis... a emoldurar a nossa história.
 
Tantas são as imensas saudades de ti, meu amor...
que embebem a minha alma de profunda dor,
em todos os meus amargurados dias,
porque a tua ausência é para mim tormento,
secretas emoções...rebeldes sentimentos...
tempestade que não se esvai nos ventos da lembrança.
 
Ah, como queria agora perder-me em teu olhar,
verdes ondas a embalar-me em carícias de mar...
sentir a tua pele a arrepiar-me os sentidos,
ouvir a tua voz melodiosa em minha alma
a murmurar palavras de incontido amor...
 
Meu coração soluça e chora a tua ausência,
que se faz presença na grandeza do meu amor.
Ah, como tentei esquecer-te!
Esquecimento vão... vão esquecimento!
 
Mas como esquecer quem completa a minha essência?!
Como esquecer quem me fez sorrir com as estrelas?!
Como esquecer alguém que vestiu meu olhar de luar
e me fez flutuar nas brisas excitantes da paixão?!
 
Esquecer-te seria esquecer-me de mim...
Tu és a minha outra parte, de mim misteriosamente apartada.
Sei que um dia chegarás no silêncio das madrugadas,
enxugarás o orvalho do meu sofrido olhar
e entoarás o cântico do nosso amor eterno.
 
Só assim eu poderei esquecer a tua ausência...
pois tornar-te-ás presente em mim eternamente!
Fanny Estrela
Enviado por Fanny Estrela em 26/06/2005
Código do texto: T27893


Comentários

Sobre a autora
Fanny Estrela
Portugal
230 textos (7749 leituras)
1 e-livros (103 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/08/20 18:34)
Fanny Estrela