Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CANTO DOS SILÊNCIOS

Amadas,
num repente, a invernia.
Imagens rememoram
o vento e a chuva.

Num remanso de nuvens,
está Vinicius de Moraes,
poeta, copo na mão,
brindando às nove amadas
do frágil percurso.

O canto brotou nos livros,
luvas mágicas
louvaminhando
nebulosas despedidas.

Talvez tenha vindo pra dizer à vida
que usted también es dulce,
Dom Pablo de Chile,
que o tempo não existe
pras estrelas nuas.

Do livro OVO DE COLOMBO. Porto Alegre: Alcance, 2005, p. 55.
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 08/08/2005
Reeditado em 26/09/2005
Código do texto: T41304
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 74 anos
3674 textos (917893 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/10/20 05:10)
Joaquim Moncks