Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMORES


                                       AMORES



            Podes nem gostar de mim, mas eu te desejo,
            Podes até nem me querer nunca, a mim…
            Podes até declarar amor e enviar beijo,
            Que estou certo, isso será para outro, sim…

            A vida presenteia-nos com encontros,
            Com amores, mais das vezes virtuais,
            Que na realidade se revelam desencontros
            Quando já se pareciam mesmo reais…

            Na net ou no terreno, existe essa dura realidade
            Que nos acompanha e está muitas vezes presente,
            Aos amores dá-lhes errónea felicidade
            E o tempo saudade por amor ausente.

            Os amores para viverem, têm de ser alimentados.
            Todos os dias sentem fome de respeito, de carinho
            E quando já destes e doutros, bem saciados
            Nada lhes falta para que vivam felizes, no seu cantinho.
Povo Lusitano
Enviado por Povo Lusitano em 22/11/2007
Código do texto: T748286

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Povo Lusitano
Portugal, 62 anos
311 textos (24349 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 20:34)
Povo Lusitano