Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Saudade, minha mãe!

Com a face já pálida
Lembro-me que um dia
Tuas mãos alquebradas
Eram postas a rezar...
E rezavas calada
No quarto em silêncio
Mesmo se estavas
Tranqüila ou aflita!...
Pedias a Deus por teus filhos
Numa prece contrita
Mas não te esquecias dos filhos
De todas as mães do mundo
Desamparadas, exploradas...
Oravas por teus amigos carentes
Pelos teus inúmeros parentes
E tuas orações subiam ao céu
Em ondas calmas e surdas
Sem fazer escarcéu!
Nesse mar silencioso em que sempre oravas
De longe falavas com Deus nosso Pai!
Mas num dia de sol muito fraco
Após elevar tuas preces
E sem que tu soubesses
Partiste serena, envolta de bênçãos
Para o céu que tanto olhavas!
E, num doce e leve viajar
Saíste, materialmente, de nossa vida.
Mas lá onde estás
Continuas de mãos postas
No teu eterno velar!

Minha mãe, uma eterna saudade de ti!
Mena
Enviado por Mena em 10/05/2008
Reeditado em 10/05/2008
Código do texto: T983573

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mena
Brumado - Bahia - Brasil
539 textos (117565 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/19 04:01)
Mena