Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Viver

Poesia, triste lamento,
amor por entre correntes de cançaço,
solidão azul como
o céu de um lugar distante.

Desejo, mortal sede à beira de
de um poço sem fundo,
vontade latente dos seres,
das coisas do mundo.

Vida, jogo perigoso,
tentações, complexos de existir;
estar sentado entre o céu e o inferno
sem saber do purgatório.

E de viver de desejos abolidos,
suprimidos pelo tempo,
prefiro agora namorar a poesia
Dil Erick
Enviado por Dil Erick em 30/07/2005
Código do texto: T39032

Comentários

Sobre o autor
Dil Erick
Macapá - Amapá - Brasil, 33 anos
328 textos (15460 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/07/20 14:25)
Dil Erick