Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ALMA PENITENTE



Eu fui assim abandonado ao relento,
pessoas que passavam apenas viam
um ser que se arrastava no tempo,
apenas corpo e alma em agonia.

Depois  de muito tempo e abandonado,
do jeito que queria  para me castigar,
ao sair dali eu  procurei o abrigo,
fim do castigo, precisava retornar.

Aqueles que me viram  do jeito que eu queria,
não  podiam aquilatar  o  meu  pensamento,
apenas  imaginavam  que   em  mim existia
num corpo andrajoso, uma alma penitente.


17/11/07-VEM
Vanderleis Maia
Enviado por Vanderleis Maia em 29/11/2007
Reeditado em 09/04/2009
Código do texto: T757951
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vanderleis Maia
Imperatriz - Maranhão - Brasil
1412 textos (112744 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 18:40)
Vanderleis Maia