Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Você no meu poema
 
Como estavas tão linda, menina
Vestida de renda francesa
Que refletia na pele de parafina
A presença firme da realeza.
 
 Com aparência de moldura diáfana
Vi na tua face cor de alabastro
Que simulavas ventura e me instigava
A descobrir se terias vindo de algum astro.
 
 Essa era uma festa de debutante
 A alta corte, menestrel, poetas estavam ali
Chegaste só e, num breve instante
Dominaste os olhares e puseste a sorrir.
 
 Pelo piscar dos teus olhos, menina, pude ver
Que o inusitado logo aconteceria
 Não eras desse plano, não podia ser
Tanta graça e luz que do teu olhar fluía.
 
   Celeste imagem percorreu o salão, olhar profundo
   Terias vindo das galáxias de outros céus
   Com essas vestes vaporosas, pensamento fecundo?
   Não. Surgiste no poema, emoldurando os versos meus.
   Mena Azevedo

 
Mena
Enviado por Mena em 02/05/2016
Reeditado em 02/05/2016
Código do texto: T5623358
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mena
Brumado - Bahia - Brasil
539 textos (117342 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/19 01:21)
Mena