Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto









“AQUELES ANJOS”.

          

 

A minha amada me olhava, eu não a via;

Eu deitado sobre a grama do jardim,

Disse-me ela, que eu falava e sorria...

Eu conversava com o pé de alecrim;

Ah! Minha amada, tu não sabes, nem poderia,

Por que eu falava e sorria tanto assim;

Eu estava tão feliz naquele dia...

Era um anjo que tocava o seu clarim.

De tão feliz eu conversava com as plantinhas

Sentia fragrâncias de flores de jasmim,

Tu não vias nem ouvias os bandolins

Mas tinha anjos sobrevoando sobre mim;

Tinha motivo aquele meu sorriso

Se tu soubesses, certamente vinha ver...

Enquanto eu olhava os anjinhos

Eu certamente pensava em você.

Aquela tarde estava chegando ao fim

O sol se foi e começava escurecer,

Aqueles anjos prometeram que qualquer dia;

Todos eles voltariam pra nos ver.







 

Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 12/09/2007
Código do texto: T648659
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Antonio Hugo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 60 anos
3913 textos (262280 leituras)
185 áudios (36423 audições)
9 e-livros (7461 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 02:26)
Antonio Hugo

Site do Escritor