Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

                           CANTO DO SILÊNCIO


Voz do vento, um lamento, só se houve se sozinho estiver, no silêncio , na escuridão, seu  eco parece um trovão ;  voz do vento, solidão,  já não se canta a mesma cançaõ. Vai seguindo teu rumo  no  rio; vou pro mar que é lá o meu lugar. Na montanha, no rio, no mar, se sozinho ficar, ouviremos o cando do silêncio, nas ondas tranquilas
do mar.   No rio suave  em suas águas descendo devagar, indolentes, ao encontro do grande mar; o vento nas copas das árvores fazem as folhas e as flores dançar, enquanto seu perfumes exalam no ar.
Voz do vento sem lamento, tráz de volta o meu cantar,
Bem ali, à beira mar, todo meu passado vou deixar. De novo vou caminhar, sem saudades ,sem lembrar, apenas quero ficar sossegada a escutar, sempre só no meu canto no  mar, sempre no mesmo lugar, ouvindo o canto do silêncio, nas ondas suaves do mar.
Sozinha, tendo-me como companheira, no canto do vento e das ondas do mar, caminhando devagar,
vou pensar que minha alma renovou e de novo poderei sonhar,
No canto do silêncio, pertinho das ondas do mar.
naja
Enviado por naja em 08/11/2007
Reeditado em 08/11/2007
Código do texto: T728049
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
naja
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1207 textos (237016 leituras)
147 áudios (33123 audições)
525 e-livros (50984 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 03:13)
naja