Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

“HORAS INCERTAS”



Perco-me nas minhas noites de insónias
Que me deixam a noite inteira acordada,
Minha almofada não gosta de cerimónias
Sem ti a cama fica fria, amargurada.

Vai longe o meu tempo dos amores
Mas sonho e penso ser adolescente,
Fico com medo e penso nos horrores
Que deve estar a passar a outra gente.

Eu tento adormecer mas não resulta
A noite é grande e quase me insulta
E só de madrugada o sono chega

Mas vejo o sol a entrar pela janela
De repente afasto os lençóis de flanela,
Só nesse instante tua voz me aconchega.


Maria Custódia Pereira
26/03/2020

Biazocas
Enviado por Biazocas em 26/03/2020
Código do texto: T6897730
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Biazocas
Portugal, 68 anos
487 textos (18338 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/04/20 06:03)
Biazocas