Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HISTÓRIA MAL CONTADA

HISTORIA E CIVISMO
Por toda a vida trilhamos o caminho honrado, pelo comportamento ético, respeitando as instituições democráticas. Durante a ditadura lutamos pela democracia, enquanto muitos aplaudiam o sistema que enganou o país através das bem concebidas campanhas publicitárias "Ouro para o Brasil", de Castelo; "O milagre brasileiro", e "Brasil, ame-o ou deixe-o", de Medici. Jamais omissos, brigando pela democracia; atores na política nacional, desde jovem, no grêmio do ICEIA, em Salvador e depois nos palanques...

Hoje entendemos que o "saber viver" adotado por muitos, antes de ser aparente covardia, reveste-se de certa sabedoria. Não nos arrependemos daquilo que realizamos, mas vemos com desgosto os descaminhos do nosso país; "gigante pela própria natureza", pobre, pelas diferenças sociais aviltantes, fruto da ambição e do egoísmo desmedidos da elite que nos domina, a cada dia mais rica e mais nociva à nação, com raríssimas exceções.

Manhã de 24 de agosto de 1954, o suicídio de Getúlio Vargas - Heron Dominguez - Reporter Esso - Rádio Nacional; a carta-testamento deixada por Getúlio Vargas comove a nação; depois aparecem duas cartas; uma manuscrita, outra datilografada, textos diferentes, assinaturas autênticas. Teria Getúlio feito a tal carta ou teria deixado algum papel assinado em branco? Quem sabe, obra de um calígrafo? E o suicídio? Em 1962, Jânio Quadros, que vencera empunhando a vassoura com a qual expulsaria os corruptos do governo, renuncia, dias após condecorar o líder da revolução cubana - Ernesto Che Guevara e de autorizar o porta-aviões Minas Gerais metralhar barcos pesqueiros americanos, no limite das 200 milhas brasileiras; coincidência? Desde que Jânio assumiu, o contrabando desapareceu. (Nas capitais, vendiam-se cigarros e outros bens à luz do dia, como acontece hoje em todo o país) Jânio criou o Serviço de Repressão ao Contrabando, no Ministério da Fazenda, com poder de polícia. Daí surgiria a Polícia Federal.O acidente que vitimou Juscelino Kubstcheck na via Dutra, noticiado pela imprensa uma semana antes do acontecimento fatal, (desmentida com grande constrangimento) deixou muitas dúvidas. A misteriosa morte de Costa e Silva, que teria sido divulgada 3 meses após o evento, sob a alegação de que o país não estaria preparado. Em 1985, a morte de Tancredo Neves, de diverticulite, adiada para coincidir com o 21 de abril, do mártir Tiradentes. Tancredo, a raposa, 1º Ministro de João Goulart, viveu e morreu no poder... A morte do ex-presidente João Belchior de Goulart, também está envolvida em várias suspeições, desde que as ocorrências de uma tal operação "Condor" , desencadeada no Uruguai e em outros países sul-americanos veio à baila. Há quem garanta que Goulart tenha sido assassinado. Sabe-se que o caixão com os restos mortais do ex-presidente veio lacrado, tendo o governo militar proibido a sua abertura... "É preciso saber viver", antes de letra de música, é código nacional - usado para maquiar os ideais de Carlos Lamarca, Marighella, Rubem Paiva, Anísio Teixeira, Wladimir Herzog, Alexandre von Bomgarten, Bete Mendes, Geraldo Vandré e tantas outras vítimas do DOI/CODI. São Paulo, Rio de Janeiro, Catete; CIA, Julião, cabo Anselmo, Delegado Fleury, SNI, tortura; operação homem ao mar; Ulisses Guimarães; a vida é feita de ilusão; Chico Mendes; nenhum sacrifício vale a pena; Aliança para o Progresso; Carlos Lacerda; amanhã será outro dia; sem lenço, sem documento. Alô, alô Terezinha! Quem sabe faz a hora? O que é isso companheiro? Panis et circenses...
Agora vem o mensalão, o mesadão e o dizimão. Malas de dinheiro flagradas em mãos desonestas. Dinheiro do povo brasileiro, espoliado pelos governantes e seus asseclas, ávidos de roubar e se locupletar das benesses do poder, posando ainda de vestais! Que vergonha!...
A história do Brasil é mais obscura do que contam nossos bem pagos historiadores!
Ricardo De Benedictis
Enviado por Ricardo De Benedictis em 22/07/2005
Código do texto: T36784

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo De Benedictis
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 77 anos
1214 textos (272302 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:45)
Ricardo De Benedictis