Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LANÇAMENTO DE LIVRO


Dia 22 de agosto foi um dia histórico na minha vida.
Não sei se fiquei emocionada, apreensiva, porque foi um dia diferente de todos que já vivi.Naquela noite estive autografando o meu primeiro livro, meu primeiro romance, uma história que nasceu e se formou de uma maneira muito realista, empolgante, embora gerando expectativas, caminhando seus segredos juntamente com um romance corajoso, empolgante.

\minha emoção se prendeu a uma época, uma casa, uma mulher. Um grande amor que se desdobrou dentro dos medos, de uma espera fantástica, mas criada com o carinho natural das pessoas que procuram da maneira mais dígna, cheios de amor, encontrar a solução, encontrar a paz.

Porém, o mais importante foi o caminho que percorri sem esmorecer um momento, na esperança ou na certeza de que eu conseguiria.

Na vida tudo é relativo. Essa é a nossa única certeza, e isso é que nos dá força, enche-nos de esperança, que faculta a que se trabalhe sempre, porque isso é o importante: trabalhar! A dedicação, o empenho, o aprimoramento só vem através da constância, da insistência, da persistência em fazer aquilo a que nos propusemos.

É uma conquista!  É a vitória sobre nossos medos, nossas incertezas, nossa expectativa, às vezes o nosso desânimo, porque os valores são outros, os comportamentos estão distorcidos, os interesses são enganosos.

Foi longo o tempo de espera, não por medo, por insegurança. É que, embora vivendo nesta mesma época, sou mais uma que acredita que tudo o que é bom vale a pena, que sonhar é a melhor coisa que podemos fazer, porque o sonho é a primeira parte da realização. Este sonho é consistente, é a preparação, desenvolvendo-se com a observação, com amadurecimento, com conhecimento.

As pessoas são sempre catalogadas, são dispostas em patamares em qualquer parte onde ocupem um espaço. Olhamos para elas como modelos. Porém, sabemos que muito tempo já é passado, as coisas vão ficando mais difíceis, mais selecionadas, e nessa seleção talvez nós não nos encaixemos, porque chegamos à era do consumismo, dos importados, dos modismos. A atualidade grita para ser exposta, quer escrita, pintada ou esculpida. Mas, nosso EU Maior vê tudo diferente, quando lança seu olhar à distância, para o horizonte. Lá está o futuro, está a bondade, a naturalidade, a profundidade das coisas, a honestidade, está o Amor!

Não importa ver as obras de apelação geradas pela mídia, pela modernidade muitas vezes deturpadora que se entulha à nossa volta. Importa o céu que está azul, a vegetação que está vigorosa, florida, com seus frutos em cachos. Importa a água que corre no rio que leva tudo de feio, de mal! Importam as montanhas que fulguram à distância, majestosas, imponentes. Importa a nossa sinceridade, a fortaleza de espírito, nossos anelos, nossos anseios e o nosso trabalho!

Fiz este percurso em muitos anos, sem pressa mas sem parar! Foi um bom aprendizado: de paciência e de capricho.

A vontade é a mesma, a alegria é calma. Trabalhei por este dia. Então não há nervosismo, euforia, não há nada de mais, porque este é o resultado, é a resposta!

Valeu!!! É merecido o momento!
E agradeço a Deus pela dádiva da vida!
Pelo meu amor pelo belo, pelo justo, pelo natural!

Stella Mello
Stella Mello
Enviado por Stella Mello em 07/09/2005
Código do texto: T48270
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Stella Mello
Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil
50 textos (3043 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:32)
Stella Mello