Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Chegando à estação

Quando cheguei por aqui ainda muito verde, pude perceber várias coisas: o progresso não está vindo mais a cavalo! O que acontece lá, nós ficamos sabendo aqui com uma brevidade "veloxônica". Funk, "MC Leãozinho", Lacraia, Bonde do Tigrão, aliás, a moda agora é Vitor e Léo. E ainda tem a Ivete, Cláudia Leite, o Menoti, o Calcinha Preta e etc. Aí chega um desavisado cuja a inteligencia vem a cavalo e diz aos quatro ventos: "Onde é que estamos, o mundo virou de pernas pro ar, isso não é música, isso não é cultura, e isso, e aquilo!"
Aí, vamos nós baixar acampamento, sentar no banco da praça e desfiar o terço: "Olha amigo, em um lugar como a favela da Rocinha, as pessoas nunca ouviram falar em Almir Sater, Flávio Venturini, Paulinho Pedra Azul, Humberto Gessinger, portanto aquilo que eles ouvem por lá nada mais é do que cultura, manifestação cultural das raízes de um povo, ou seja, cultura hoje se tornou sinônimo de acesso, artigo de luxo. Um CD ou um livro hoje custam mais de 10% do salário mínimo, então o que é que o povão pode ouvir e consumir?
Tem outro detalhe importantíssimo: O que se entende por Música popular Brasileira? Todas as musicas cantadas em português com sotaque brasileiro é MPB, lógico! Que me perdoem os matutos que gostam de classificar as coisas, mas a nossa realidade social e cultural é voltada pra diversidade decorrente de uma colonização recheada de pluralidades étnicas. Não dá pra dizer que isso é MPB, aquilo é POP, aquele outro é sertanejo, o outro ainda é rock rural ( essa é ótima! ).
Tudo é Música Popular Brasileira. Daqui a algum tempo não teremos mais termos ou nomes próprios para classificar a pluralidade cultural-musical em que vivemos. Já imaginou uma vertente da MPB chamada "Chimbalipso" ? Pague pra ver...
Luiz Mello e Banda
Enviado por Luiz Mello e Banda em 22/11/2007
Reeditado em 25/11/2007
Código do texto: T747022
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luiz Mello e Banda
Varginha - Minas Gerais - Brasil, 44 anos
5 textos (352 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 07:30)
Luiz Mello e Banda