Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Autores

Sobre o autor
Ubaldo Santos de Jesus
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 50 anos
390 textos (7998 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/10/14 21:35)
Ubaldo Santos de  Jesus

Textos do autor
Perfil


"A poesia fala na alma Humana capaz de
expressar os mais genuinos sentimentos".


Eu sou o Poeta das mulheres que sofrem
Das apaixonadas
Daquelas também que morrem
Poeta das mal'amadas

Eu sou o grito abafado
Do que de paixão morre
Do homem que é mal amado
Também do homem que sofre

Dos homens, e das mulheres, que fazem preces, e oram
Grito dos desesperados
A angústia dos que choram
Daqueles que vitimas são, dos covardes e malvados

Eu sou a poesia triste
Sou o Poeta que chora
Poeta que não desiste
Que já ficou foi embora

Sou o Poeta do povo
Da dor que se sofre, um pouco
Que sofrem, mas não merecem
Me chamam Poeta louco

Tristeza dos que padecem
Sou o Poeta das praças
Dos que a mim, me dão ouvidos
Sou o Poeta das massas

O clamor dos excluidos
Sou o Poeta do povo
O grito dos oprimidos.
Não posso falar de mim mesmo, evidentemente, seria suspeito
elogiar a mim mesmo, deixo que outros o façam.  Pois está escrito:
"Que outros façam elogios a você
não a sua própria boca,
outras pessoas não os seus
próprios lábios". Salmos 27,2


  


Última atualização em 30/10/14 21:35