Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Autores

Sobre a autora
MEG KLOPPER
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
313 textos (919781 leituras)
38 áudios (68646 audições)
3 e-livros (3141 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/04/17 00:39)
MEG KLOPPER

Textos do autor
Áudios do autor
Perfil
Amália Clélia Klopper é o meu nome verdadeiro, mas adotei o pseudônimo MEG KLOPPER porque as iniciais formavam uma frase que representou algo muito importante em minha vida. Hoje essa frase que nunca revelei se desfez com o tempo, pois deixou de ser tão importante. Então, por coincidencia do destino, MEG passou a significar o que realmente sou:

M ulher
E scritora
G ente

Nasci em Niterói, Rio de Janeiro, no dia 03 de maio. Sou formada em Secretariado, Técnica de Contabilidade e Administração de Empresas e, atualmente, sou empresária. Minha maior paixão é escrever e isso ocorre desde minha infância. Minha primeira poesia foi escrita aos 9 anos de idade e se chamava SOL - O NOSSO AMIGO.

Resido em Aveiro - Portugal desde 25 de Julho de 2009, com residência ao abrigo do Artigo 128 de apoio a cultura.

Sou escritora / pesquisadora e, já em Portugal, envolvida em pesquisas e trabalhos com a comunidade luso-brasileira, publiquei um livro de poesia intitulado CASULO.
Frequentei e conclui o curso de graduação em Estudos Pós-coloniais do Atlântico Sul no Instituto Camões, certificado pela Universidade de Coimbra/Portugal e também pela Universidade de Bolonha/Itália.
É exatamente nessa área que pretendo continuar e aprofundar conhecimentos com vistas a um trabalho literário mais detalhado e extenso sobre as vivências nos dois lados do Atlântico.

Sou mãe do Raphael que vive comigo em Portugal e frequenta o 9º ano do Ensino Fundamental no Colégio Português de Aveiro (escola privada) e fez uma adaptação fantástica ao país e à cultura de acolhimento.

“Desejo encantar o mundo e minha vida juntando letras.”

Acho que a palavra escrita... nossos sentimentos documentando nossa expressão, são como cartas que (parafraseando Villa Lobos) deixamos à posteriodade sem esperar respostas.

Espero que cada leitor leia com os olhos da alma e com o entendimento do coração, pois, tanto a alma quanto o coração são sábios e nos encaminham a grande viagem do ser, onde o que pegamos com as mãos é efêmero, mas o que sentimos fica para a eternidade.


2ª Secretária da Associação Internacional Poetas Del Mundo.

Cônsul de Niterói Z_C_ para Poetas Del Mundo.

Sou membro efetivo da Apolo (Academia Poçoense de Letras) - BAHIA.

Ocupo a cadeira virtual nº 365, como membro efetivo da AVBL –Academia Virtual Brasileira de Letras.

Publico meu textos nos sites:
http://www.juntandoletras.com
http://www.megklopper.recantodasletras.com.bre http://www.avbl.com.br/website/index.php?menu=5.

Participei de várias cirandas literárias, ensaios poéticos diversos, fui escritora espírita durante algum tempo e participei das seguintes Antologias Poéticas:

*Ano: 2006
-Antologia Escritores Brasileiros, e Autores de Países de Língua Portuguesa – 2a Edição
Autores: MEG KLOPPER e outros
Editora: RB Editora

-Antologia Escritores Brasileiros, e Autores de Países de Língua Portuguesa – 4a Edição
Autores: MEG KLOPPER e outros
Editora: Benedictis

*Ano: 2007
-SETE ESTRELAS DA POESIA 1a Edição
Autores: MEG KLOPPER e outros
Editora: RB Editora

- 2ª Antologia Poética Literária – Edição Histórica – AVBL.

-Antologia Escritores Brasileiros, e Autores de Países de Língua Portuguesa – 5a Edição
Autores: MEG KLOPPER e outros
Editora: RB Editora

- E.BOOK - AVBL (Academia Virtual Brasileira de Letras)
Título: Juntando Letras
Autora: Meg Klopper

Ensaio Poético
AVBL (Academia Virtual Brasileira de Letras)
TítuloEmoções
Autora: Meg Klopper e outros

- ANO 2009 - E.BOOK - UMA LINDA HISTÓRIA DE AMOR - O CRAVO E A ROSA (Literatura Infanto-Juvenil)

- ANO 2010 - LIVRO: CASULO
Editora: Mosaico de Palavras
Porto - Portugal

MEG KLOPPER
(Amália Klopper)



ATENÇÃO: TODOS OS TRABALHOS AQUI PUBLICADOS ESTÃO REGISTRADOS. PORTANTO, RESPEITEM OS DIREITOS AUTORAIS PREVISTOS EM LEI, POIS, DO CONTRÁRIO, NÃO HESITAREI EM RECORRER À JUSTIÇA PARA FAZER VALER OS MEUS DIREITOS.

Site do Escritor


Última atualização em 30/04/17 00:39