Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Autores

Sobre o autor
Sander Lee
João Pessoa - Paraíba - Brasil
1184 textos (50345 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/17 06:30)
Sander Lee

Textos do autor
Perfil
Sanderli José da Silva, que escreve como Sander Lee (uma forma de brincar com os olhos puxados de oriental) nasceu na cidade de Itabaiana, Estado da Paraíba, terra do poeta popular Zé da Luz e do músico Sivuca, no dia 25 de janeiro de 1960. É bacharel em Biblioteconomia, pela UFPB, e estudante do curso de Direito, UFPB. É empregado público federal, Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, desde 1985, onde exerceu as atividades de gerente de agências e gerente regional de vendas.
 
É casado com a poetisa Luciene Soares, filha do poeta Severino Dias, e é pai de Piero Soares, Lorena Dias e Sander Brown, também poetas.
 
Foi ator do Grupo Experimental de Teatro de Itabaiana - GETI, onde participou das montagens: "A peleja de Lampião com o Capeta", "O batalhão das sombras", "ABC de Zé da Luz o poeta do povão".
 
É palestrante motivacional e já prestou serviços a empresas públicas e privadas, tratando de motivação nas vendas, endomarketing, estratégias competitivas, o segredo do sucesso e liderança.
 
Sander Lee é um poeta da grande rede. A sua página no Recanto das Letras, http://www.recantodasletras.com.br/autores/sanderlee, disponibiliza para os internautas 1.176 textos, entre sonetos, cordéis, crônicas, pensamentos e homenagens, os quais receberam, até 28/08/2017, 50.174 leituras.
 
É presidente da Associação Profissional de Bibliotecários da Paraíba, onde tem desenvolvido ações para o fortalecimento da classe e o respeito e cumprimento da Lei 12.244/10, que trata da universalização das bibliotecas escolares. Nessa liderança criou o Prêmio Jemima Marques, que identifica e reconhece os nomes das pessoas que trabalham em prol do acesso à leitura, livro, literatura e biblioteca.
 
Como presidente da Academia de Cordel do Vale do Paraíba – ACVPB, instituição que foi criada por ocasião do sesquicentenário do poeta Leandro Gomes de Barros, considerado o pai da literatura de cordel no Brasil, tem desenvolvido atividades culturais, plenárias, saraus, mostras culturais, que desenvolvem o gosto pela literatura de cordel, entrelaçando esse segmento com a poesia contemporânea.
 
O poeta, com o extremado zelo que tem pela riqueza do cordel, elaborou uma apostila de como construir um bom cordel, que a tem repassado aos poetas iniciantes, estudantes, pesquisadores e escolas. Em parceria com o SESC vem aplicando Oficinas de Cordel, treinamentos em que aponta a influência da Escola Leandro Gomes de Barros na poesia, nas letras, na música e na dança, além de ensinar a fazer um cordel dentro da estruturação de rimas e da metrificação exigidas para um folheto de excelência.
 
Gosta de declamar poesias, em especial as de "linguagem matuta" e faz um trabalho voluntário junto aos colégios na disseminação da Literatura de Cordel.
 
É coapresentador do Programa Alô Comunidade, na Rádio Tabajara AM, cujo cerne é divulgar o trabalho social prestado pelas rádios comunitárias.
 
Considera-se cordelista virtual e como tal escreve no site Recanto das Letras.
Na área de educação foi professor e superintendente de escolas bíblicas dominicais.
 
Acredita que o Amor é o bem maior e expressa isso na septilha abaixo:
 
Eu preciso mais ceder
Deixar de ser egoísta
Pois Jesus quando andou
Aqui deixou uma pista
Amar, perdoar, amar
Servir, também se doar
Assim o céu se conquista
 
 


Última atualização em 20/09/17 06:30