Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CARTA A UM AMIGO (Rogério Silvério)

Amigo Rogério, esta é endereçada a ti - exclusivamente! Atende à função dupla de protesto de amizade e carta, portanto, e, embora o acesso à leitura seja livre e indiscriminado neste poético Recanto, que os respeitáveis colegas atendam, em acessando o seu conteúdo, ao bom e civilizado hábito de, em não podendo apor nada de útil e agradável a respeito, não deitar, ao invés, comentários inoportunos e discordâncias ferinas, até porque uma carta não se trata exatamente de teor passível de aprovação ou desaprovação de terceiros.

Amigo Rogério, a vida é assim: como o legendário ditado, "eu não acredito em bruxas, mas que elas existem existem", a vida humana também se conduz sob estes parâmetros contraditórios.

Existe intolerância religiosa? Sim! Mas que não se diga esta verdade, para que não se melindre a hipocrisia de alguns!

Existe roubalheira, politicagem e falcatruas porfiadas em mais de um meio religioso? Sim! Peremptoriamente sim! Mas que não seja dito - embora todos saibam - que quem faz a religião é o homem, e não o contrário; porque a `minha` religião, a de fulano, a religião de cicrano é sempre a mais impoluta, a mais verdadeira, a mais sábia, a mais idônea, e portanto, roubalheira, falsidade e corrupção não lhes dizem respeito - à nossa mais sacra e perfeita religião!

Há massacres, ego e tirania em nome de Deus; egoísmo inquisitorial e ditatorial debaixo da pretensa propagação da mensagem do Cristo - daquele mesmo que nos ensinou que "O Reino de Deus está DENTRO DE NÓS", e não, e nunca, FORA? Sim! Um milhão de vezes sim! Mas que ninguém nos ouça!...

E, como a piadinha política, "nós finge que governa, e vocês finge que tão satisfeito"!

Vai por aí a infindável e tenebrosa relação das contradições humanas: da farsa, das máscaras bem postas que não podem cair por intermédio do impacto da palavra limpa, clara, amiga da verdade das coisas - que ofusca, incomodamente, e derruba por terra as artimanhas dos hipócritas e dos ignorantes de plantão!

Amigo Rogério, você não está em má companhia. Muitos, antes de ti, foram compelidos a imergir no anonimato por conta da pressão da ignorância humana - por funcionarem, diante das perfídias da Vida, como faróis apontando com acerto para o que é bom e justo em meio ao turbilhão atordoador desencadeado pelo engano e pela ilusão dos muitos que ainda não se acham em posição de entender!

Sábios; Mestres; Platão; Jesus; Buda; Cristóvão Colombo; Galileu; Mahavira... tantos vitimados pela incompreensão humana!

Você está bem acompanhado, Ro! Mas, como todos estes, mantenha-se firme, e inabalável na sua Fé!

Abraço terno; amizade e solidariedade,  sempre!

Lucilla


Christina Nunes
Enviado por Christina Nunes em 28/07/2006
Reeditado em 30/07/2006
Código do texto: T203979
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Christina Nunes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
569 textos (125838 leituras)
8 e-livros (5720 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:39)
Christina Nunes